quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Confidências acídulas



Desde que apanhei no interior de um confessionário a Sexta-Feira Santa, a Hepatite C, o amante dela e o Licor Beirão a jogarem cartas a dinheiro, já nada neste mundo me surpreende.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Escaparate de Loriga

 Há uns anitos, em Loriga, a finada catequista “menina Teresa”, devota doutrinante dos princípios da fé, costumava dizer aos seus pupilos que Caim tinha suicidado Abel. Um bizarrismo sem precedentes nos domínios da exegese bíblica. Noutros tempos, naqueles em que a Igreja punha e dispunha, a Santa Inquisição, ao tomar conhecimento da proferição de tal heresia, possivelmente tinha feito de imediato a folha à catequista. Muitos houve que acabaram na fogueira por muito menos.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Calvários dos nossos dias

TONY CARREIRA

O popularíssimo cantor e compositor português Tony Carreira vai estar na maior sala de concertos do Luxemburgo, a Rockhal. É já no próximo dia 2 de Março.

Eu já comprei o bilhete para não ir vê-lo. E tu, de que estás à espera?

Escarninhas Constatações

Escarninhas Constatações XXII


O governo português tem um gravíssimo problema de incontinência, e ainda ninguém reparou.    

Escarninhas Constatações

Escarninhas Constatações XXI


Em Portugal, o povo é quem mais ordena, e o governo, pelos vistos, é quem mais desordena...

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Escarninhas Constatações

Escarninhas Constatações XX



Um novo Atlas acabado de editar na Alemanha menciona que a União Europeia possui actualmente no seu território, e pela primeira vez, um país do terceiro mundo: Portugal. Pessoalmente não fiquei nem surpreendido nem revoltado com a despromoção. Ao invés, aposto que a maioria dos portugueses ficou com uma vontade incontida de enfiar uns valentes pares de tabefes aos geógrafos que atiraram o nosso país para os lados da Etiópia. Mas deixem-me que lhes diga: guardem essa vontade e todos esses tabefes para os nossos governantes. O mérito foi totalmente deles, meus caros. A César o que é de César, portanto.
 

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Coisas e loisas aqui do burgo

Os Luxemburgueses


Os seus carros são na maioria alemães, fartam-se de papar comida italiana e enjorcar vinho francês, empanturram-se de séries americanas, o gás que consomem é russo, o café colombiano ou brasileiro, as férias são tailandesas ou suíças, e, no final das contas, ainda têm o desplante de rotularem-me de estrangeiro. Raios os partam! Não, que não há raios que consigam partir ingentes  preconceituosos.

Revolta


Mais uma do nosso primeiro-ministro... Mais um Ferrero Rocher para o Museu das Nossas Desgraças...



No interior do carraço ministerial, na fofura  dos estofos em couro.



Primeiro-Ministro: Ambrósio, apetecia-me algo!
Ambrósio: Paramos para Vossa Excelência comer alguma coisa?
Primeiro-Ministro: Não,  Ambrósio! O que eu queria era algo...bombástico, épico, demoníaco, devastador!
Ambrósio: ...compreendo, Vossa Excelência!
Primeiro-Ministro: Apetecia-me destruir este país!
Ambrósio: Tomei a liberdade de pensar nisso, Vossa Excelência. Há instantes, enquanto esperava por Vossa Excelência , enviei por email a todos os seus ministros, secretários e assessores o fabuloso livro Como destruir um país enquanto o diabo esfrega um olho. Trata-se de uma obra  magistral, um guia prático  cujo autor é um versado economista alemão, um inveterado, fidelíssimo e dedicado merkeliano, um hábil conselheiro de estado  do seu país, um tal Wolfgang
Hurensohn.
Abra a sua caixa de email e dê uma vista de olhos no documento. Vai adorar, tenho a certeza.
Primeiro-Ministro: Bravo, Ambrósio! Tu derretes-me com mimos. Quando chegarmos ao meu gabinete lembra-me de dar-te um aumentozito!

Drageias para depressões sazonais

Graças ao Facebook descobri que sou primo de um primo que é meu primo. Nasceu e vive na Venezuela, país onde não tenho nenhum primo, é casado, tem duas filhas, adora pastéis de nata, é engenheiro agrónomo, e é meu primo.